Assim como o transporte sobre trilhos fez recentemente, agora nos ônibus da capital será possível pagar a passagem com cartão de crédito ou débito e por aplicativo de celular. Os testes começam dia 16.

Edson Caram, Milton Leite e Bruno Covas (esquerda para direita), durante demonstração em um ônibus, dos novos meios de pagamento. Foto: Diário dos Trilhos

A Prefeitura de São Paulo através do Prefeito Bruno Covas, Secretário de Mobilidade e Transportes, Edson Caram e do presidente da SPTrans Paulo Cézar Shingai, anunciaram os novos métodos de pagamento da tarifa nos coletivos da capital paulista.

A partir de segunda-feira dia 16, em ônibus de 12 linhas da cidade, o passageiro poderá pagar a tarifa não só com o bilhete único e dinheiro como é atualmente, mas também com cartões de crédito e débito apenas aproximando eles do validador (tecnologia NFC) e pelo celular com aplicativo. Inicialmente cada ônibus terá a tarifa paga nesta modalidade cobrada separadamente, ou seja, não é possível ter integração por enquanto, caso o pagamento for realizado desta forma.

No começo os cartões aceitos são das bandeiras MasterCard e Visa e precisam contar com o sistema de aproximação para que seja efetuada a cobrança o NFC. Segundo a prefeitura, essa é mais uma ação para trazer agilidade e praticidade aos paulistanos e visitantes em seus deslocamentos pela cidade. Além de cartões de crédito e débito, smartphones, smartwatches e cartões pré pagos também são aceitos.

Durantes os testes 12 linhas em diferentes pontos da cidade, vão contar com o novo dispositivo de pagamento. São as seguintes linhas:

675R/10 – Grajaù – Metrô Jabaquara
715M/10 – JD. Maria Luiza – Largo da Pólvora
807M/10 – Term. Campo Limpo – Shopping Morumbi
908T/10 – Term. PQ. Dom Pedro II – Butantã
917M/10 – Morro Grande – Metrô Ana Rosa
917M/31 – Morro Grande – Metrô Ana Rosa
2002/10 – Term. Bandeira – Term. PQ Dom Pedro II
2590/10 – União de Vila Nova – PQ. Dom Pedro II
4031/10 – PQ. Santa Madalena – Metrô Tamanduateí
5129/10 – JD. Miriam – Terminal Guarapiranga
5129/41 – JD. Miriam – Santo Amaro
6030/10 – Unisa-Campus – Term. Santo Amaro
9300/10 – Term. Casa Verde – Term. PQ. Dom Pedro II
9500/10 – Term. Cachoeirinha – Praça do Correio

Juntas estas 14 linhas transportaram no mês de Junho de 2019 o total de 2.911.155 passageiros.

A princípio o teste será feito por 90 dias e neste período a gestão municipal vai avaliar os prós e contras e se a adesão foi satisfatória ou não. Durante a coletiva, o prefeito Bruno Covas, Edson Caram e Paulo Shingai explicaram sobre o novo sistema:

“É um projeto piloto e por isto as empresas de cartão precisam ter uma garantia que o sistema está funcionando para aos poucos ir expandindo. Ele [o projeto] é sem custos para a SPTrans e para a Prefeitura. É uma iniciativa das empresas dos cartões (Mastercard, Elo e Visa)” disse Edson Caram

“no momento o sistema não faz a leitura que a pessoa já passou [em outro ônibus no tempo de integração], por isto é uma fase de testes” disse Covas ao ser questionado se o passageiro teria que pagar cada passagem em um ônibus, sem integração.

Recentemente estações do Metrô e CPTM também passaram a aceitar nova forma de pagamento, no caso os bilhetes por QR Code. Na primeira semana 21 mil bilhetes já foram comercializados.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.