Pedaços da estrutura retirada em 2018 foram recuperados em um ferro velho da região.

Publicado: 27/05/2022

Em abril deste ano a passarela continuava no mesmo local, apenas o mato em volta foi retirado. Foto: Diário dos Trilhos

A preservação da história no Brasil é algo não tão bem praticado por instituições e pelos governos independente de sua esfera de atuação, o que também não deixa de ser uma regra na CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), já que a antiga passarela metálica da estação de Rio Grande da Serra da Linha 10-Turquesa, foi furtada nesta semana.

A estrutura estava “armazenada” ao ar livre e sem o seu devido cuidado, acabou sendo retirada por pessoas e vendida em um ferro velho da região.

A informação foi divulgada pelo site Diário do Transporte que tomou conhecimento de mais um triste episódio do descaso com o patrimônio.

Nas redes sociais, José Ledinilson registrou o momento em que partes do produto de furto foi encontrado em um ferro velho, já em processo de destruíção. Veja a seguir.

No ano de 2020 o Diário dos Trilhos já denunciava o descaso por parte da companhia, que em 2018 foi desmontada sob a alegação de passar por um restauro já que estava em péssimo estado de conservação. Porém, nesta ocasião, foi deixada do lado dos trilhos.

Saiba mais: https://diariodostrilhos.com/2020/02/04/passarela-centenaria-segue-largada-pela-cptm/

Depois de quatro anos sofrendo com ferrugem, chuva, sol e outros efeitos do clima, foi levada do local, o que gera até um espanto, já que não é algo tão pequeno e estando ao lado da plataforma dos trens, não foi notada por seguranças da CPTM.

Foto: Reprodução

Em nota, a empresta estatal disse que a estrutura estava abrigada em áreas da estação e que a recuperou, mas como a imagem acima mostrou, ela estava largada no meio do mato sem o qualquer cuidado.

Leia a seguir a manifestação da companhia.

“A CPTM não autorizou a retirada de parte da estrutura da passarela da Estação Rio Grande da Serra, da Linha 10-Turquesa, e está apurando os fatos para tomar as devidas providências administrativas. A estrutura já está em posse da companhia. Foi registrado Boletim de Ocorrência de furto na Delegacia do município e a companhia vai colaborar com a investigação policial.

A passarela histórica foi removida por não estar em condições mais de uso e desmontada para ser abrigada em áreas da estação, onde ainda estão localizadas.  Há estudos em andamento para futuro restauro da peça e definição da sua função, após concluídas as obras de construção da nova estação Rio Grande da Serra e do Terminal de Ônibus, conforme anúncio feito em 09 de abril. ”


Quer receber nossos textos assim que publicados? Acesse nosso grupo no Telegram (https://t.me/diariodacptm)

Nossas redes sociais
Facebook – 
http://www.facebook.com/oficialdiariodacptm
Twitter – http://www.twitter.com/DiariodaCPTM
Instagram –  https://www.instagram.com/diariodostrilhos/

Redes Sociais dos autores das matérias:
https://www.instagram.com/ricardobrmorato/
https://www.instagram.com/willianmoreira_fotojornalismo/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.