Decisão foi tomada em assembleia e paralisação ficou para o dia 8 de fevereiro.

Publicado: 01/02/2022

Estação Sé - Foto: Diário dos Trilhos
Foto: Diário dos Trilhos

Após assembleia realizada na noite desta terça-feira, 1º de fevereiro de 2022, os Metroviários decidiram adiar a greve que estava programada para acontecer nesta quarta (2).

Por maioria de votos os funcionários do Metrô escolheram a alternativa de aguardar até o dia 7 de fevereiro, quando uma nova decisão vai determinar se param ou não no dia seguinte (8).

A categoria protesta e reivindica o pagamento da PR de 2019 de maneira igualitária sobre a folha de pagamento, abertura de um processo de negociação dos Steps, isonomia e enquadramento salarial, o fim do treinamento da manutenção para realizar atividades da operação e o pagamento dos descontos da manutenção retroativo a campanha salarial do ano passado.

O Metrô como resposta, propôs o pagamento de R$ 2.037,57 referente a PR, o que será analisado pela categoria e a entidade sindical.

A possibilidade desta greve afetará caso vier a ocorrer, as operações nas linhas 1-Azul, 2-Verde, 3-Vermelha e 15-Prata.

Quer receber nossos textos assim que publicados? Acesse nosso grupo no Telegram (https://t.me/diariodacptm)

Nossas redes sociais
Facebook – http://www.facebook.com/oficialdiariodacptm
Twitter – http://www.twitter.com/DiariodaCPTM
Instagram –  https://www.instagram.com/diariodostrilhos/

Redes Sociais dos autores das matérias:
https://www.instagram.com/ricardobrmorato/
https://www.instagram.com/willianmoreira_fotojornalismo/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.