Segundo eles, o principal culpado é o Governo Federal por sua omissão que acabará por punir o passageiro.

Publicado: 11/11/2021

Foto: Diário dos Trilhos

A NTU (Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos) publicou nesta quarta-feira, 10 de novembro de 2021, uma nota pública para alertar a população dos prejuízos acumulados pelas empresas de ônibus em  todo o país, dizendo que o aumento nas tarifas do transporte coletivo pode ser de até 50% em algumas localidades.

Devido a queda de passageiros desde março do ano passado e a obrigatoriedade da manutenção de uma quantidade de ônibus nas ruas maior que a demanda, causaram um prejuízo total que alcança R$ 21,37 bilhões.

Do começo da pandemia até a data atual, 52 empresas suspenderam a prestação dos serviços em algum momento ou permanecem sob intervenção judicial.

Para a NTU o principal responsável deste problema é o Governo Federal que foi “omisso” e não realizou ações de apoio ao setor de transportes, com este aumento significativo deve começar em janeiro, momento em que as revisões tarifárias começam.

A mudança no preço das passagens coincide com datas em que os salários dos motoristas e cobradores também é revisado, sendo que 48,8% em média dos custos das empresas são dos pagamentos dos colaboradores. Se os salários não forem  adequados, um dos resultados da insatisfação pode ser novas greves. A associação contabilizou em seu levantamento uma perda de 87.497 vagas de emprego no setor de transportes.

Junto a isto é somado o valor do preço do óleo diesel, combustível dos veículos e que neste ano de 2021 tem registrado sequenciais aumentos, 65% de alta.

É pedido pela NTU a aprovação do Projeto de Lei 2541/21, que prorroga a medida da desoneração da folha de pagamento até 2026, que pode ser encerrada em janeiro do próximo ano.

“As empresas de transporte público não querem mais aumentos da tarifa pública definidos pelo poder público, porque afugentam o passageiro e são contraproducentes. Ao invés desse caminho usual, que não resolve o problema, o setor defende soluções estruturais e definitivas que reestabeleçam e assegurem o equilíbrio econômico-financeiro dos sistemas de transporte público, incluindo uma nova política tarifária, que remunere o custo do serviço prestado, independente da tarifa cobrada do passageiro; uma política de preços diferenciados para os insumos do setor; políticas de apoio e fortalecimento do transporte público por parte do governo federal, estados e municípios; e a adoção de um novo marco legal para o transporte público brasileiro, que modernize as regras atuais, garanta uma tarifa barata para o passageiro e um transporte de melhor qualidade em benefício de toda a sociedade.

Se mantida a prática de transferir ao passageiro a responsabilidade de custear sozinho o transporte coletivo, adotada na maioria dos contratos em vigor no país, podemos esperar no próximo ano uma alta de R$ 2,00 na tarifa ou mais, com consequências imprevisíveis, e não de R$ 0,20, como a que deflagrou os protestos populares de 2013.

Para evitar o reajuste das tarifas em 50%, os governos estaduais e municipais, dos 2.901 municípios que oferecem o serviço de transporte público organizado, terão que fazer um aporte financeiro de R$ 1,67 bilhão ao mês para garantir a continuidade da oferta de transporte nas cidades. Essa é a realidade da qual não se pode fugir. Esses são os recursos públicos necessários para custear um dos serviços públicos mais relevantes para toda a sociedade. Cabe ao poder público concedente se posicionar em relação a esse grave problema e assumir suas responsabilidades, somando esforços e buscando os aportes necessários e urgentes para garantir a continuidade desse serviço essencial”, disse a associação.

Quer receber nossos textos assim que publicados? Acesse nosso grupo no Telegram (https://t.me/diariodacptm)

Nossas redes sociais
Facebook – http://www.facebook.com/oficialdiariodacptm
Twitter – http://www.twitter.com/DiariodaCPTM
Instagram –  https://www.instagram.com/diariodostrilhos/

Redes Sociais dos autores das matérias:
https://www.instagram.com/ricardobrmorato/
https://www.instagram.com/willianmoreira_fotojornalismo/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.