É o segundo caso em pouco tempo da morte de um cão quando este estava aos cuidados da
companhia..

Publicado: 19/10/2021

Foto: Diário dos Trilhos

A LATAM suspendeu por 30 dias o transporte de animais de estimação no porão de seus aviões depois de mais um caso de morte de cão que aconteceu na quinta-feira passada, 14 de outubro, um mês depois de outro caso do mesmo tipo.

O cachorro da raça American Bully ia seguia em um vôo de São Paulo para Aracaju acomodado devidamente na caixa de transporte, mas acabou morrendo por asfixia segundo laudo emitido por uma veterinária que atendeu o cão.

Segundo a empresa aérea em nota, o cachorro acabou por roer o kennel de madeira, causando a asfixia. Diante da situação, mesmo seguindo as normas definidas a empresa optou por suspender o transporte de animais.

Quem já fez a compra deste serviço poderá seguir com o transporte normalmente, alterar a data sem custo ou pedir o reembolso do valor pago.

Leia abaixo a nota divulgada pela LATAM na íntegra:

A LATAM Airlines Brasil está consternada com o ocorrido ao cão da raça American Bully, o Weiser, transportado na tarde de 14 de outubro de 2021, entre o aeroporto de Guarulhos – São Paulo para o aeroporto de Aracaju – Sergipe e que chegou ao destino em óbito.

Em laudo emitido pela clínica veterinária que atendeu o Weiser, foi observado que ele roeu o kennel de madeira em que estava e se asfixiou. O Kennel estava em concordância com o processo de transporte de animais e de grande porte da LATAM.

A LATAM já vinha fazendo uma análise profunda de todos os procedimentos deste tipo de transporte, e neste lamentável evento cumpriu todos os processos de forma correta. Diante deste cenário, a empresa decidiu neste momento suspender a venda para o transporte de PETS no porão das aeronaves nos 30 próximos dias para o mercado brasileiro. O cliente que já adquiriu o serviço em questão poderá seguir com o transporte de forma regular, postergar sem custo ou então optar pelo reembolso em nossos canais de atendimento.

A Latam está acompanhando o caso e segue à disposição para prestar toda a assistência aos tutores do cão.”

Este é o segundo caso em 30 dias, no mês de setembro a empresa foi acusada de maus-tratos pela morte de outro cãozinho, desta vez em voo de São Paulo para o Rio de Janeiro.

Quer receber nossos textos assim que publicados? Acesse nosso grupo no Telegram (https://t.me/diariodacptm)

Nossas redes sociais
Facebook – http://www.facebook.com/oficialdiariodacptm
Twitter – http://www.twitter.com/DiariodaCPTM
Instagram –  https://www.instagram.com/diariodostrilhos/

Redes Sociais dos autores das matérias:
https://www.instagram.com/ricardobrmorato/
https://www.instagram.com/willianmoreira_fotojornalismo/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.