Pelo cronograma divulgado, trabalhadores da área da saúde e idosos serão os primeiros a receber a vacina CoronaVac.

Publicado: 07/12/2020

Governador João Doria durante coletiva de imprensa na segunda-feira (07). Foto: Reprodução

O Governo do Estado de São Paulo por meio de coletiva de imprensa no começo da tarde desta segunda-feira. 07 de dezembro, anunciou o plano de imunização da população que mora no estado.

Segundo o cronograma, a vacinação será iniciada no aniversário da cidade de São Paulo, em 25 de janeiro de 2021 e vai até março, com a primeira fase atendendo 9 milhões de pessoas, sendo 7,5 milhões de idosos acima de 60 anos e 1,5 milhão de profissionais da área da saúde.

A escolha primeiro de idosos se deve ao fato de 77% dos casos do coronavírus se concentrar neste grupo. Já os profissionais de saúde pelo fato de estarem na linha de frente no enfrentamento a doença.

Veja abaixo o calendário de vacinação da primeira fase, a qual cada pessoa deve receber duas doses da CoronaVac, com intervalo de 21 dias entre as aplicações.

PÚBLICO ALVO1ª DOSE*2ª DOSE*
Trabalhadores da saúde, indígenas e quilombolas25 de Janeiro15 de Fevereiro
75 anos ou mais08 de Fevereiro01 de Março
70 a 74 anos15 de Fevereiro08 de Março
65 a 69 anos22 de Fevereiro15 de Março
60 a 64 anos01 de Março22 de Março
* Data de início da fase

Ao todo serão 5.200 postos de vacinação em todo o Estado de São Paulo, estes já existentes, mas é trabalhada a possibilidade de ampliar para dez mil postos, utilizando terminais de ônibus, estações de Metrô e CPTM, escolas, farmácias e Batalhões da Polícia Militar.

Um grande esquema logístico será empregado no processo de produção, vacinação, armazenagem, escolta e segurança da vacina. Veja abaixo os meios empregados de acordo com o Governo de São Paulo:

*18 milhões de doses para 9 milhões de pessoas;
* 54 mil profissionais envolvidos;
* 27 milhões de seringas e agulhas;
* 5.200 câmaras de refrigeração;
* 25 pontos estratégicos de armazenagem;
* 30 caminhões refrigerados;
* 25 mil Policiais Militares empregados no processo.

Em um dos slides na coletiva, foi mencionado países que já adotam o uso da CoronaVac, dentre eles a China, Indonésia e Turquia.

Outras 4 milhões de doses serão colocadas a disposição do Governo de São Paulo para outros estados que tenham interesse em adquirir a vacina. Além das cidades de Curitiba e Rio de Janeiro que de acordo com o Governador João Doria, demonstraram interesse, a Argentina já entrou em contato com o Instituto Butantan para também comprar a vacina.





Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.