Estes locais fazem parte de uma nova campanha da companhia para criar uma rede de proteção para mulheres.

Publicado: 02/09/2020

Uma das salas criadas pela companhia para atender as mulheres. Foto: Divulgação CPTM

A CPTM entregou na terça-feira, 01 de setembro, mais cinco novos espaços chamados “Espaço Acolher” em estações da companhia.

O objetivo é dar um atendimento humanizado e com privacidade para mulheres vítimas de importunação sexual ou violência dentro do transporte público.

As estações que receberam a sala especial nesta terça foram:

• Francisco Morato – Linha 7-Rubi
• Osasco – Linha 8- Diamante e 9-Esmeralda
• Villa-Lobos-Jaguaré – Linha 9-Esmeralda
• Santo André – Linha 10-Turquesa
• Brás – Linhas 7-Rubi, 10-Turquesa, 11-Coral e 12-Safira.

Veja abaixo as outras estações que já possuem um “Espaço Acolher”

• Linha 7-Rubi – Vila Aurora, Franco da Rocha e Várzea Paulista;
• Linha 8-Diamante – Jandira e Carapicuíba;
• Linha 9- Esmeralda – Hebraica-Rebouças e Pinheiros;
• Linha 10-Turquesa – Rio Grande da Serra e Tamanduateí;
• Linha 11-Coral – Ferraz de Vasconcelos, Guaianases, José Bonifácio e Bom Bosco;
• Linha 12-Safira – São Miguel Paulista;
• Linha 13-Jade – Aeroporto Guarulho.

Essa ação faz parte do programa “Em Movimento Por Elas” lançado em março de 2020, numa parceria com o Instituto Avon. Nele é colocado em prática políticas públicas e a criação de uma rede de proteção para as mulheres nas dependências da CPTM, combatendo assim atos de violência contra elas.

“Todas as grandes empresas têm importantes discursos pela valorização da mulher e combate ao machismo. A CPTM é uma grande empresa, transporta três milhões de pessoas sendo que a maior parte são mulheres. Queremos ir além do discurso, queremos que as nossas passageiras sejam respeitadas e as nossas colaboradoras vejam a companhia como um lugar seguro, acolhedor e, principalmente, justo para elas”, comentou Pedro Moro em nota para a imprensa.

A companhia projeta criar mais salas como essa, passando dos atuais 23 para 35 espaços totais, somando todas as linhas.

A CPTM ressalta que além de campanhas contra a importunação sexual, possui uma central de monitoramento da segurança, que funciona 24h por dia, 7 dias por semana, com 14 pessoas trabalhando por turno, que controlam mais de 2500 câmeras em estações, e até dezembro serão mais de 4000 câmeras, além de 6000 cameras nos trens.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.