Os dois governos assinaram ontem um documento que libera recursos para conclusão da obra.

Desenho de como será a futura estação. Foto: Divulgação STM

Na tarde desta sexta-feira (17), o Ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, o Secretário de Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy e o Governador do Estado de São Paulo, João Dória assinaram um documento que promove a liberação de R$ 87 milhões para as obras de expansão da Linha 9-Esmeralda, valor este direcionado a continuidade das obras da estação Varginha.

A estação deverá receber mais de 50 mil pessoas por dia, com entrega estimada para o primeiro semestre do ano de 2022 e possuirá integração com um terminal municipal de ônibus, que vai atender a população que vem de regiões um pouco mais distantes, como o bairro de Parelheiros, que de acordo com o Presidente da CPTM, Pedro Moro, mencionou durante entrevista na semana passada, nas obras da estação Mendes-Vila Natal, não há projeto para levar a linha 9 até Parelheiros, pois o local onde tem a malha férrea, fica um pouco distante da parte mais povoada do bairro.

Quando a expansão entre Grajaú e Varginha estiver concluída, um aumento de até 110 mil pessoas deve acontecer, e também de certa forma aliviar as linhas de ônibus que atendem a região.

“A Linha 9-Esmeralda, da CPTM, será concluída em etapas. Na medida em que as estações ficarem prontas, serão colocadas em funcionamento. Com isso, traremos benefício imediato para mais 100 mil passageiros desta região”, afirmou o Governador.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.