O vigilante da empresa Gocil, Salatiel Gomes da Silva, morreu na última sexta após complicações dos ferimentos devido ao espancamento sofrido no dia (05) por vendedores ambulantes.

Jonatas Ribeiro Dias suspeito do crime, teve sua prisão preventiva decretada. Foto: Reprodução Redes Sociais

Um dos suspeitos de ter participado do espancamento do vigilante na estação Botujuru da Linha 7-Rubi na CPTM, se entregou a polícia na tarde desta terça-feira (13). Jonatas Ribeiro Dias se apresentou junto com seu advogado na delegacia de Campo Limpo. Em seu depoimento, Jonatas negou participação no crime.

A polícia está investigando o caso e já faz diligências em busca dos suspeitos que não tiveram sua identidade revelada. Um dos suspeitos teve sua foto divulgada em redes sociais e os outros dois ainda não tiveram um retrato falado ou imagem revelada. Os suspeitos vão responder por tentativa de homicídio e homicídio.

O crime

Salatiel e Luiz Antônio estavam trabalhando na estação quando foram agredidos por um grupo de 4 vendedores ambulantes que retornaram pouco tempo depois de serem retirados da estação pela dupla. Salatiel recebeu a maior parte das agressões com paus e pedras e foi levado ao hospital em estado grave.

Salatiel Gomes (esquerda na foto) foi vítima de ambulantes durante seu trabalho. Foto: Reprodução Redes Sociais

Segundo testemunhas não foi a primeira vez que eles tentavam entrar sem pagar na estação. É comum os vendedores pularem as grades e muros das estações para não pagar passagem e evitar a fiscalização.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.