A afirmação do governador veio como explicação dos problemas enfrentados pelos passageiros das linhas 8 e 9.

Publicado: 13/09/2022

Governador durante a entrevista desta terça (13). Foto: Reprodução TV Globo

O governador do Estado de São Paulo e candidato à reeleição, Rodrigo Garcia, disse nesta terça-feira, 13 de setembro de 2022, em entrevista para a TV Globo, que os problemas enfrentados pelos passageiros das linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda, é culpa de funcionários da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos).

De acordo com Garcia, trabalhadores da CPTM insatisfeitos com a privatização ou com sua demissão, de maneira proposital, praticaram sabotagens no sistema das duas linhas, mas não especificou, quando e o que foi danificado, pontuando que isto está sendo investigado.

”Nós tivemos muitos problemas na transição, estamos apurando internamente até sabotagens que ocorreram, porque nós tivemos depois da concessão a demissão de milhares de funcionários da CPTM.”

O governador admitiu também que milhares de pessoas perderam seus empregos, desmentindo a versão anteriormente divulgada em que os trabalhadores seriam alocados nas outras linhas.

O que houve de fato desde a concessão, foi a instituição do PDI (Programa de Demissão Incentivada) que procurava “agilizar” o desligamento de funcionários que antes atuavam nas linhas 8 e 9.

A declaração de Rodrigo Garcia não caiu bem no meio ferroviário, gerando reclamações e manifestações de repúdio, como a divulgada pelo Sindicato da Sorocabana, que em nota para a imprensa disse, ter funcionários da CPTM que até hoje trabalham “emprestados” para a ViaMobilidade, sem local fixo para atuar.

”O Sindicato dos Trabalhadores Ferroviários da Zona Sorocabana manifesta seu repúdio contra o candidato que, mesmo tendo controle sobre a execução do orçamento estadual, pouco fez para investir em melhorar ainda mais a qualidade dos serviços oferecidos à população.

Agora, impactado pelo desempenho ruim na campanha eleitoral, tenta fazer uma concessão de responsabilidades. Que fique bem claro: seu governo, e não os funcionários, é o responsável pelos problemas enfrentados nas linhas 8 e 9 da CPTM.

Mais do que cruel, a declaração de Rodrigo Garcia é irresponsável. Afinal, eventual sabotagem só pode ser feita por quem está dentro dos trens ou das estações. Caso o governador não saiba, este não é o caso dos funcionários da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), que deixaram seus postos de trabalho – e seguem sem local fixo até hoje – para que a ViaMobilidade pudesse assumir com o seu quadro próprio de funcionários.”


Quer receber nossos textos assim que publicados? Acesse nosso grupo no Telegram (https://t.me/diariodacptm)

Nossas redes sociais
Facebook –
http://www.facebook.com/oficialdiariodacptm
Twitter – http://www.twitter.com/DiariodaCPTM
Instagram –  https://www.instagram.com/diariodostrilhos/

Redes Sociais dos autores das matérias
https://www.instagram.com/ricardobrmorato/
https://ww.instagram.com/willianmoreira_fotojornalismo/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.