Cão que sumiu em 15 de dezembro já está junto com Reinaldo, seu tutor após ser localizada neste domingo (30).

Publicado: 31/01/2022

Foto: Reprodução Instagram

A advogada Evelyne Paludo utilizou de seu perfil das redes sociais para explicar os próximos passos jurídicos devido aos problemas causados com o desaparecimento da cachorra Pandora.

De acordo com ela, as duas empresas serão responsabilizadas de acordo com o grau de problemas e transtornos que cada uma causou na vida do Reinaldo e do cão.

“O passo juridicamente falando, é buscar a responsabilização da GOL e da GRU dentro da proporção de responsabilidade de cada uma por todo esse sofrimento e por todos os prejuízos causados ao longo destes últimos 45 dias. As empresas aéreas precisam entender que os animais são passageiros, são consumidores daquela passagem que foi comprada pelo seu responsável, assim como as crianças. E passageiro, viaja na cabine”, disse a advogada.

Completados 45 dias de buscas sem fim, a cachorra Pandora foi finalmente encontrada e devolvida ao seu tutor, o garçom Reinaldo Junior, neste domingo, 30 de janeiro de 2022.

O animal estava no Terminal 3 do Aeroporto Internacional de Guarulhos e foi encontrada por um funcionário de empresa terceirizada que atua no local, junto a uma ponte.

Victor Leonardo foi quem a localizou, e entrou em contato com a dona Tereza Branco, mãe de Reinaldo que foi de pronto ao local e reconheceu o cão.

Em seguida Reinaldo utilizou das suas redes sociais para comunicar o reencontro emocionado, resultado de tentativas incansáveis de encontrar o animal que ama, nunca pensando em desistir. Até uma recompensa de 8 mil reais já havia sido anunciada para quem fornecesse informações completas.

A cachorra havia desaparecido em 15 de dezembro de 2021, após uma conexão de um vôo da GOL Linhas Aéreas que partiu de Recife, até Navegantes. Em Guarulhos o cão desapareceu, inicialmente com alegado rompimento da caixa de transporte.

Após isto e dias de busca já em andamento, cães farejadores foram empregados na busca e Reinaldo chegou a dar entrevista mostrando que a caixa de transporte estava intacta, além de por conta própria efetuar buscas e panfletagens pelo aeroporto e nas imediações.

Pandora passou a noite em uma clinica veterinária para uma melhor avaliação médica e também para recuperar do trauma e desgaste do tempo longe do seu tutor.

Em nota ao site Diário dos Trilhos, a concessionária GRU Airport afirmou que será apurada as causas em que resultaram no encontro da cachorra. Leia abaixo a nota:

“A GRU Airport, concessionária que administra o Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, informa que está apurando as informações sobre o aparecimento da cachorra Pandora.”

Quer receber nossos textos assim que publicados? Acesse nosso grupo no Telegram (https://t.me/diariodacptm)

Nossas redes sociais
Facebook – http://www.facebook.com/oficialdiariodacptm
Twitter – http://www.twitter.com/DiariodaCPTM
Instagram –  https://www.instagram.com/diariodostrilhos/

Redes Sociais dos autores das matérias:
https://www.instagram.com/ricardobrmorato/
https://www.instagram.com/willianmoreira_fotojornalismo/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.