Sindicato continua em estado de greve após a anulação das demissões não ter sido feita, como previa acordo celebrado entre Alexandre Baldy e Sindicato da Central do Brasil.

Publicado: 26/08/2021 – Atualizado às 13h23

Foto: Diário dos Trilhos

O Sindicato dos Trabalhadores em Empresas Ferroviárias da Zona Central do Brasil emitiu nesta quinta-feira, 26 de agosto de 2021, um comunicado informando a Insatisfação da entidade e da categoria, com decisões adotadas pela CPTM e Secretaria dos Transportes Metropolitanos após o término da greve, descumprindo pontos que foram combinados para encerrar a paralisação.

Um destes pontos é o fato de dez trabalhadores terem sido demitidos no dia da greve na parte da manhã, justamente por participarem do movimento, para “servir de exemplo”. Durante as negociações com o mediador Datena ao vivo na tv, o secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, disse que os profissionais não seriam demitidos e com foi possível chegar a um acordo e terminar a paralisação no começo da noite.

Entretanto nesta quarta (25), os dez funcionários receberam na sua casa um telegrama com a seguinte informação escrita em letras de forma:

“COMUNICAMOS SEU DESLIGAMENTO SEM JUSTA CAUSA A PARTIR DE 24/06/2021, POR FALTA DE COMPROMETIMENTO COM A COMPANHIA E DESORGANIZAÇÃO NO TRABALHO. PEDIMOS PARA COMPARECER NA CLÍNICA *** – SITUADA NA RUA *****, N° *, ***** EM SÃO PAULO NO DIA 30/06/21 PARA A REALIZAÇÃO DE EXAME DE AUDIOMETRIA AS ** DO MESMO DIA NO POSTO MÉDICO DO ** PARA A REALIZAÇÃO DE EXAME CLÍNICO *** AS ***. SOLICITAMOS AINDA O SEU COMPARECIMENTO NO DIA 02/09/2021, AO DEPARTAMENTO DE ROTINAS TRABALHISTAS SITUADO NA RUA *, MUNIDO DA CTPS, BILHETE DE SERVIÇO PARA HOMOLOGAÇÃO DE SEU CONTRATO DE TRABALHO.”

O informe acima teve dados pessoais e outras informações suprimidas para preservar a identidade dos envolvidos.

Diante deste telegrama, na quarta também estava agendado uma reunião do sindicato com Baldy para negociar formalmente isto, mas a reunião foi adiada para 1° de setembro, ou seja, após o prazo de conclusão do processo de desligamento destes profissionais, configurando segundo o comunicado sindical “Discurso diferente da prática”.

A entidade ainda afirma estar aberta ao diálogo, mas se mantém em estado de greve até a resolução do problema.

Nas redes sociais, o secretário Alexandre Baldy se manifestou contestando a versão do sindicato.

Quer receber nossos textos assim que publicados? Acesse nosso grupo no Telegram (https://t.me/diariodacptm)

Nossas redes sociais
Facebook – http://www.facebook.com/oficialdiariodacptm
Twitter – http://www.twitter.com/DiariodaCPTM
Instagram – https://www.instagram.com/willianmoreira_fotojornalismo/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.