15 garagens da capital paulista foram afetadas, três em Guarulhos e linhas da EMTU na Grande São Paulo foram afetadas.

Publicado: 08/06/2021 – Atualizado às 06:51

Interior de ônibus da capital paulista. Foto: Diário dos Trilhos

Uma paralisação dos trabalhadores do transporte coletivo afeta o atendimento a população na cidade de São Paulo e também em Guarulhos na manhã desta terça-feira, 8 de junho de 2021.

Em São Paulo pelo menos 15 garagens iniciaram o atendimento aos trabalhadores logo após as 6h da manhã devido assembleias sindicais realizadas nestes locais para debater questões da campanha salarial deste ano.

De acordo com comunicado publicado pelo SindMotoristas, as negociações com as empresas de ônibus em 2021 ainda seguem sem a garantida da data-base e sem propostas de reajustes, resultando em mobilizações na cidade e em outras localidades devido ao mesmo problema.

Se caso não houver avanços, uma greve pode acontecer no próximo dia 21 segundo a entidade.

“Vamos esclarecer a todos sobre essa situação, mostrando quais são as justificativas dos patrões que têm se apoiado na crise financeira gerada pelo coronavírus. Se não avançarmos nas negociações, faremos uma grande mobilização, seguida de paralisação já no próximo dia 21”, afirmou o presidente da entidade, Valdevan Noventa em nota divulgada para a imprensa.

A SPTrans por meio de nota informou que a manifestação do sindicato foi iniciada às 3h20 e afeta as regiões Norte, Sul e Leste nos seguintes bairros:

Zona Sul:
Capão Redondo, Jardim Ângela, Santo Amaro e Jd. São Luis.

Zona Leste:
São Mateus, Vila Carrão, Itaim Paulista, São Miguel Paulista, Guaianases, Cidade Tiradentes e Itaquera.

Zona Norte:
Imirim, Jardim Peri, Santana, Tucuruvi, Vila Nova Cachoeirinha, Vila Maria e Vila Guilherme.

Já no município de Guarulhos, três empresas da cidade atrasaram a saída para as ruas que foi iniciada logo após as 6h da manhã.

O transporte intermunicipal operado por ônibus regulamentados pela EMTU também sofrearam alterações. Essas linhas ligam o Arujá e Guarulhos até a capital. O motivo também foi uma intervenção sindical e pouco antes das seis da manhã os coletivos saíram para as ruas segundo nota.

Leia abaixo a nota na íntegra publicada pela EMTU:

“As empresas Arujá, Guarulhos Transportes, Vila Galvão e Transdutra tiveram suas linhas paralisadas no início da operação desta terça-feira (08) devido a intervenção sindical nas garagens.

As linhas das empresas Arujá e Guarulhos foram liberadas a partir das 5h05; na Transdutra, a liberação ocorreu a partir das 5h12 e as linhas da Vila Galvão começaram a circular a partir das 5h45.

Durante o período em que as empresas tiveram paralisadas, a EMTU acionou as empresas Radial e Tipbus para cumprir os itinerários coincidentes com as linhas paralisadas para a minimizar os impactos aos passageiros.”
Quer receber nossos textos assim que publicados? Acesse nosso grupo no Telegram (https://t.me/diariodacptm)Nossas redes sociais
Facebook – http://www.facebook.com/oficialdiariodacptm
Twitter – http://www.twitter.com/DiariodaCPTM
Instagram – http://www.instagram.com/diariodacptm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.