O Centro de Contingencia da Covid-19 endureceu os parâmetros para classificar cada região, ficando assim mais difícil de avançar para a fase verde com os indicadores atuais.

Publicado: 08/01/2021

Foto: Diário dos Trilhos
Foto: Diário dos Trilhos

O Governo do Estado de São Paulo em coletiva de imprensa nesta sexta-feira, 8 de janeiro de 2021, anunciou alterações no Plano São Paulo de retomada econômica com alterações em paramentos indicadores que alteram o faseamento das regiões. As localidades de

Presidente Prudente, Marília, Sorocaba e Registro passam para a fase laranja, o que representa 10% da população do estado.

Com as alterações dos parâmetros, a taxa de ocupação e o de casos a cada 100 habitantes foram modificados quando trata de classificação em fases como descrito na tabela abaixo:

Foto: Divulgação Governo do Estado de São Paulo

A partir de agora a ocupação entre 70% e 80% dos leitos de UTI já será motivo para seguir a fase laranja. A secretária do Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen, reforçou a necessidade das pessoas seguirem corretamente os protocolos para evitar a disseminação da pandemia, dentre elas o uso correto de máscaras.

As regras da fase laranja foram um pouco flexibilizadas se tratando do funcionamento de atividades, com os estabelecimentos comerciais podendo funcionar por 8 horas/dia, antes eram apenas 4 horas e a capacidade de pessoas nestes locais passou a ser de 40%, mas os bares seguem proibidos de atender presencialmente seus clientes. Veja abaixo as novas regras.

FASE LARANJAFASE AMARELA
Atividades permitidas
para todos os setores
Atividades permitidas
para todos os setores
Capacidade de 40%
de ocupação máxima
Capacidade de 40%
de ocupação máxima
Funcionamento de até 8 horas por diaFuncionamento de até 10 horas por dia
Parques estaduais abertosParques estaduais abertos
Proibição de atendimento presencial
em bares
Restrição de atendimento presencial até às
20 horas em bares
Restrição de atendimento presencial até às
20 horas em todos os estabelecimentos
Restrição de atendimento presencial até às 22
horas em todos os demais estabelecimentos


Ao ser questionado na coletiva sobre a transmissão, João Gabbardo, exemplificou locais onde podem ocorrer uma maior transmissão, citando bares, restaurantes, eventos, ou seja, locais de aglomerações, mas não citou o transporte público, como Metrô e CPTM.

A próxima classificação será em 5 de fevereiro e até lá a Grande São Paulo, área que concentra a maior parte da população paulista, deve seguir como atualmente com todas atividades com permissão de funcionar, incluindo bares e restaurantes.

Abaixo a variação nas ultimas 3 classificações:

Foto: Divulgação Governo do Estado de São Paulo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.