O trecho chamado de extensão, entre as estações de Francisco Morato e Jundiaí passou a ter intervalos médios de 25 minutos.

Publicado: 18/06/2020

Linha 7-Rubi na estação Luz. Foto: Diário dos Trilhos

Passageiros da Linha 7-Rubi da CPTM, trens urbanos na Região Metropolitana de São Paulo, reclamam de alterações promovidas pela companhia no trecho denominado de extensão que compreende o espaço entre as estações Francisco Morato e Jundiaí.

Segundo eles, o tempo de espera pelos trens aumentou muito desde o final de semana, chegando a bater os 25 minutos entre uma composição e outra.

A mudança foi promovida sem qualquer aviso prévio, coincidentemente ou não, após a conclusão de obras em um espaço de aproximadamente 300 metros que fica nesta região de Campo Limpo Paulista, uma cautela de velocidade que durava dezenove anos e segundo o Presidente da CPTM, Pedro Moro em suas redes sociais, a conclusão deste serviço aumenta a velocidade dos trens para 70 km/h e beneficia a população com menor tempo de viagem. Entretanto o ganho de cerca de 2 minutos acaba contrastando com a perda de outros 10 ou 12.

Foto: Reprodução redes sociais

Antes da mudança, a circulação de trens entre Francisco Morato e Jundiaí era realizada com cinco trens de oito carros e um trem direto, ou seja, que liga o Brás a Jundiaí sem necessidade de baldeação em Francisco Morato. A partir das mudanças do final de semana, em média são três trens, 2 a menos e o tempo entre um trem e outro que era de 11 a 13 minutos, passou para 25.

A CPTM por sua vez ao ser questionada pelo Diário do Transporte, alegou a priorização do trecho principal entre Luz (Brás em dias úteis) a Francisco Morato que agora em 100% da capacidade de trens no pico, por ter maior fluxo de passageiros desde a retomada das atividades comerciais. Veja a nota na íntegra:

“Desde a última segunda-feira (15/06), a extensão da Linha 7-Rubi da CPTM está operando com maiores intervalos médios entre os trens diante na necessidade de priorização do trecho com maior demanda – entre Francisco Morato e Luz – após a retomada de serviços não-essenciais na Grande São Paulo. Este trecho principal agora opera com 100% da capacidade nos horários de pico.

Entretanto, com a finalização de importantes obras na Linha 7-Rubi, como a retirada de uma cautela e outras obras de melhorias, o percurso no trecho entre Francisco Morato e Jundiaí teve uma redução média de dois minutos entre os trens que atendem a região.”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.