Protestos na noite da segunda-feira (15), paralisaram linhas após vários ônibus serem destruídos.

Publicado: 16/06/2020

Um dos coletivos foi jogado contra um poste. Foto: Divulgação Mobi Brasil

As linhas de ônibus paralisadas na noite da segunda-feira, 16 de junho, foram retomadas nesta terça-feira normalmente depois que a manifestação com vandalismo em ônibus foi contida e os veículos atacados removidos da rua.

O protesto havia começado na tarde após um jovem de 15 anos ter sido morto por Policiais Militares de acordo com a família, e depois evoluiu para uma manifestação voltada para o vandalismo em ônibus que circulavam pela Av. Cupecê e Av. Engenheiro de Arruda Pereira, ambas na região de Americanópolis.

A Polícia Militar precisou agir empregando inclusive o uso da Tropa de Choque contra grupos separados em diferentes pontos, que estavam atacando ônibus e incendiando lixeiras.

Segundo levantamento 10 ônibus foram danificados, com seis queimados e 4 apedrejados. Todos foram retirados de circulação e vão prejudicar os passageiros da Zona Sul de São Paulo.

Pelo menos 26 linhas de ônibus foram paralisadas na parte da noite e os demais ônibus foram recolhidos para as garagens evitando maiores prejuízos.

Em entrevista a TV Globo, o Coronal Álvaro Camilo, secretário executivo da Polícia Militar vai apurar casos de denuncia relatados, e no motivo que desencadeou os protestos, não havia operação policial no momento em que o adolescente foi morto. Porém todas as possibilidades estão sendo investigadas pela Corregedoria e pela Polícia Civil em um trabalho em conjunto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.