Publicado: 31/03/2020

Em parceria com o Diário do Transporte, verificamos banheiros de algumas estações e suas condições para uso em meio a crise do coronavírus.

Foto; Diário dos Trilhos
Banheiro masculino da Estação Sé do Metrô. Foto: Diário dos Trilhos

No ultimo dia 28 de março verificamos as condições de banheiros masculinos em estações do Metro e da CPTM, agora que medidas de intensificação na higiene de vários locais estão em vigor para evitar a transmissão do coronavírus.

Ao todo, verificamos sete banheiros com 4 na Linha 7-Rubi da CPTM (Luz, Vila Aurora, Franco da Rocha e Francisco Morato) e 3 no Metrô nas estações da região central (Luz, São Bento e Sé), e na principal estação do Metrô a pior condição foi a encontrada. Veja abaixo como estava cada um dos locais verificados.

CPTM

Nas estações Vila Aurora e Franco da Rocha, os banheiros estavam higienizados e é notado que passam por limpeza com certa freqüência. Em ambos, papel toalha, papel higiênico e sabão liquido estavam a disposição para uso. Locais aprovados.

Banheiro masculino da estação Vila Aurora da Linha 7-Rubi. Foto: Diário do Transporte

Na estação de Francisco Morato o banheiro estava limpo, bem higienizado e um funcionário fica de “plantão” na entrada provavelmente para manter a limpeza contínua do local. Entretanto por ser ainda estrutura de uma estação provisória, as torneiras são convencionais e a distancia entre a pia para lavar as mãos e os mictórios é minima, quando deveria ser maior. Outro detalhe é que no momento de uso, não havia papel toalha ou papel higiênico disponível.

Apesar de no momento não haver papel toalha, secadores por vapor estavam funcionando. Foto: Diário do Transporte

Na estação da Luz, uma das que tem o maior fluxo de pessoas, os banheiros estavam limpos e com todos itens a disposição (sabão, papel toalha, papel higiênico e torneiras com botão de acionamento), entretanto uma pia estava quebrada, com um pedaço de madeira a isolando.

Pia quebrada na estação Luz. Foto: Diário do Transporte

METRÔ

No Metrô também na estação Luz, foi visitado o sanitário masculino da Linha 4-Amarela, e o mesmo estava em boa condição de uso, exceção do espelho sujo e um detalhe curioso do porta papel higiênico estar lacrado com um cadeado, provavelmente para inibir o furto do item de higiene pessoal, um problema alheio a ação da empresa que administra o sistema.

Banheiro da Linha 4-Amarela na estação Luz, com um cadeado para evitar furto. Foto: Diário do Transporte

Já na estação São Bento da Linha 1-Azul, o banheiro que fica na plataforma sentido Jabaquara logo após a linha de bloqueios, estava impecável, aparentemente também higienizado a pouco tempo. Tudo que é básico para seu uso estava disponível para o passageiro. O local possui dois vasos sanitários devidamente separados.

Banheiro masculino na estação São bento da Linha 1-Azul. Foto: Diário dos Trilhos

Na estação das linhas 1-Azul e 3-Vermelha, dentre todos locais visitados, de longe o pior encontrado. Papel higiênico faltando, havendo somente um do lado de fora dos box com o vaso sanitário, o que não tem muita lógica de você ter que sair para pegar o papel e retornar ao box para usar. Também tinha em alguns pontos no chão papel usado e o papel toalha também não estava disponível. Aliado a isto, mesmo com o sabão liquido para uso, muita água estava no chão e a cada passagem de pessoa, o piso ficava mais sujo.

Outro problema foi nos sanitários com a ausência de válvulas de proteção para acionar as descargas, urina no chão e em volta do vaso e sujeira.

Procurados pela reportagem conjunta, o Metrô e a CPTM se posicionaram comentando os problemas encontrados:

Resposta do Metrô

O Metrô intensificou as medidas de higienização dos trens e estações, com ampliação da frequência de limpeza de assentos, pisos, corrimãos, maçanetas, entre outros componentes, com álcool 70% ou solução de água sanitária, desinfetante e bactericidas nos banheiros.
A manutenção dos banheiros é constantemente monitorada e passam por higienização e reposição de materiais e de peças vandalizadas diversas vezes ao dia. Contamos com a colaboração dos usuários com a higiene e organização do local. O caso citado é pontual e já resolvido.


Resposta da CPTM

A cuba do banheiro da Estação da Luz foi vandalizada e a CPTM já iniciou processo de compra de uma nova. Considerando as restrições do comércio durante a quarentena para combate ao COVID-19, a previsão é que o reparo seja concluído na segunda quinzena de abril. A equipe de manutenção irá melhorar a sinalização para o passageiro, que poderá lavar as mãos nas demais três pias do banheiro em funcionamento.

A CPTM lamenta a ação de vândalos que prejudica os passageiros e traz prejuízo ao patrimônio público e pede que atitudes suspeitas sejam denunciadas pelos canais de atendimento:  
1. SMS-Disque Denúncia para o celular 9 7150-4949. Funciona 24h por dia.
2.    O Whatsapp pelo número 9 9767-7030, para os passageiros enviarem vídeos, fotos e mensagens de texto.
3.    A Central de Atendimento que atende pelo 0800 055-0121.


Infelizmente apesar dos problemas encontrados, alguns podem ser evitados facilmente com a colaboração do passageiro, em especial evitando o furto e vandalismo dos locais que muitos precisam usar todos os dias ou quando passam por um momento de mais urgência em suas necessidades fisiológicas.



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.