CETESB recebe pedido de licença ambiental para obras do Trem Intercidades

Pedido de autorização no órgão ambiental é uma das etapas que antecedem o início dos trabalhos de implantação do novo modal.

Publicado: 31/10/2023

O Governo do Estado de São Paulo enviou para a Companhia Ambiental do Estado (CETESB) o pedido de Licença Ambiental para a implantação do Trem Intercidades entre as cidades de São Paulo e Campinas, no interior.

A solicitação inclui também o processo de segregação de vias para trens de carga, processo importante para diminuir ou evitar casos de interferência no desempenho e velocidade dos trens devido a presença de cargueiros no caminho.

Com a separação de vias prevista no Trem Intercidades (TIC), os trens de passageiros passam a contar com trilhos exclusivos para seu uso e os de carga também.

Entretanto, este processo inclui o alargamento dos terrenos para construção de mais trilhos, resultando em determinados pontos do remanejamento ou remoção de mata e árvores, além de outras intervenções no meio ambiente, sendo necessário o estudo de Impacto Ambiental sobre este assunto.

O leilão do Trem Intercidades, que inclui a privatização da Linha 7-Rubi, está marcado para 29 de fevereiro de 2024, e acontecerá na B³ no centro de São Paulo.

Saiba mais: https://diariodostrilhos.com/2023/09/29/linha-7-rubi-sera-privatizada-em-29-de-fevereiro-de-2024/

Essa solicitação trata também dos municipios por onde o trem vai passar, São Paulo, Caieiras, Franco da Rocha, Francisco Morato, Valinhos, Vinhedo, Jundiaí, Campo Limpo Paulista, Várzea Paulista, Louveira e Campinas.

A partir da data desta publicação, começa a contar o prazo de 45 dias corridos para que o órgão ambiental receba manifestações por escrito ou de outra maneira sobre o pedido solicitado.

Veja abaixo como será cada um destes três meios de transporte:

* Trem Intercidades:
– 101 km de extensão com três estações (Palmeiras-Barra Funda, Jundiaí e Campinas);
– tempo de viagem aproximado de uma hora e quatro minutos;
– trem com capacidade para transportar 800 passageiros sentados em uma composição diferente da
tradicional, prevendo contar com serviço de bordo.

* Linha 7-Rubi:
– 35,2 km de extensão no trecho entre Palmeiras-Barra Funda e Francisco Morato;
– projeto prevê um intervalo médio entre os trens de  4 minutos, mas buscando chegar a 3 minutos, em 50 minutos de viagem o tempo total.
– cada trem tem a capacidade de transportar 2 mil passageiros em pé e sentados em cada viagem.

* Trem InterMetropolitano:– extensão de 65,8 km com nove estações, sendo as já existentes entre Francisco Morato e Jundiaí e acrescentando as estações de Valinhos, Louveira, Vinhedo e Campinas;
– a estimativa é de um intervalo médio entre os trens de 15 minutos nos horários de pico e um tempo total de 55 minutos a viagem;
– o transporte de passageiros por trem é similar ao da Linha 7-Rubi, 2 mil passageiros em pé e sentados.

O TIC contará com um total de 15 trens novos de alta capacidade de velocidade, podendo chegar a 140 km/h, maior conforto e com serviço de bordo (previsão) para concluir na média de em uma hora o trajeto entre a Barra-Funda e Campinas.

Estes novos trens elétricos deverão ser comprados e foi escolhido o trem elétrico e não o transporte a diesel, para também contribuir com uma menor emissão de gases poluentes e uma menor agressão ao meio ambiente.

Quer receber nossos textos assim que publicados? Acesse nosso grupo no Telegram (https://t.me/diariodacptm) ou nosso canal no WhatsApp https://whatsapp.com/channel/0029Va5uSV70VycMRa33Gy1U

Nossas redes sociais
Facebook – http://www.facebook.com/oficialdiariodacptm
Twitter – http://www.twitter.com/DiariodaCPTM
Instagram –  https://www.instagram.com/diariodostrilhos/
Threads – https://www.threads.net/@diariodostrilhos
Gosta do nosso trabalho? Você pode também nos apoiar pela chave PIX:
diariodostrilhos@gmail.com

Deixe uma resposta

%d