O sindicato prevê manifestações no final da madrugada e na parte da tarde.

Publicado: 30/05/2022

Todas as regiões da cidade podem ser afetadas. Foto: Diário dos Trilhos

Sem avanços que atendam as reivindicações dos motoristas e cobradores do transporte coletivo urbano da cidade de São Paulo, manifestações podem paralisar o serviço ainda na madrugada desta terça-feira, 31 de maio de 2022.

De acordo com comunicado divulgado pelo SindMotoristas, o sindicato que representa a categoria, a “contraproposta do SPURBANUSS não foi nada satisfatória e prontamente rejeitada pela direção do sindicato.”

Foi dado um prazo para as empresas realizarem uma nova proposta até 16h desta segunda (30), onde após este horário acontece uma assembleia para definir os próximos passos do movimento.

O presidente do SindMotoristas, Valdevan Noventa, afirmou que a proposta de um aumento em 10% no salário efetuado de maneira parcelada não agrada e está abaixo do que é pedido pelos trabalhadores.

“É inaceitável um reajuste inferior à inflação. Não vamos ceder a tudo aquilo que foi apresentado em nossa pauta de reivindicações. Os trabalhadores merecem reconhecimento e respeito”, disse.

Na assembleia caso não existir um acordo, será definido também como será as manifestações na madrugada da terça (31) nos terminais de ônibus, afetando desta maneira o funcionamento do transporte, podendo estes atos se repetir na parte da tarde.

Quer receber nossos textos assim que publicados? Acesse nosso grupo no Telegram (https://t.me/diariodacptm)

Nossas redes sociais
Facebook – 
http://www.facebook.com/oficialdiariodacptm
Twitter – http://www.twitter.com/DiariodaCPTM
Instagram –  https://www.instagram.com/diariodostrilhos/

Redes Sociais dos autores das matérias:
https://www.instagram.com/ricardobrmorato/
https://www.instagram.com/willianmoreira_fotojornalismo/

2 comentários »

  1. A greve é puramente política que os grevistas e sindicato pague os prejuízos dos trabalhadores em crédito no vale transporte dos trabalhadores cobrando dos grevistas a metade do que eles recebem por dia e integral do sindicato de acordo com o número de grevista. O trabalhador não pode ser vítima e sofrer com essa política barata de sindicatos.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.