Confronto ocorreu entre criminosos de duas “torcidas” de clubes de paulistas.

Publicado: 24/01/2022

Foto: Reprodução Redes Sociais

Mais uma vez grupos criminosos formado por pessoas que se dizem torcedores do São Paulo e do Palmeiras nos estádios onde costumam se portar como donos de algo que não os pertence, promoveram mais uma ação de briga medieval em estação de trem da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), desta vez na madrugada do domingo, 23 de janeiro de 2022.

O confronto foi na estação Guaianases da Linha 11-Coral, por volta da 1h da manhã, assustando quem estava utilizando o transporte neste horário.

Armados com pedaços de paus, pedras e rojões, as dependências da estação foram atacadas e depredadas, além de brigarem entre si.

O suposto motivo da ação, seria uma “represália” pela invasão de campo por alguns “torcedores” durante a partida entre São Paulo x Palmeiras pela Copa São Paulo de Futebol Junior em Barueri, no sábado (22).

Apesar de ter sido uma partida formada por torcedores do São Paulo apenas, na volta da partida os grupos de marginais acabaram dando um jeito de se encontrar.

Em Guaianases pelo menos uma pessoa ficou ferida e foi levada para um hospital da região.

Veja abaixo algumas imagens e vídeos que circulam nas redes sociais:

Em nota do site, a CPTM informou que uma pessoa ficou ferida e danos foram causados em vários pontos da estação, causando a interdição de uma das entradas até a metade da manhã do domingo. Além disto, estará colaborando com as investigações policiais.

Leia abaixo a nota da companhia na íntegra:

“Na madrugada deste domingo (23), entre 00h57 e 01h25, houve um confronto entre torcedores de dois times de futebol na estação Guaianases, da Linha 11-Coral, próximo à linha de bloqueios, após a chegada do último trem na plataforma.   

Durante a briga, foram vandalizados placas de sinalização, uma câmera de monitoramento, sete lâmpadas, dois gradis, uma máquina da AutoPass e os portões de acesso ao lado da linha de bloqueio e do terminal norte. Um torcedor ficou feriado e foi levado à UPA do Hospital Santa Marcelina. A equipe de segurança da CPTM atuou para dispersar os torcedores.

A ocorrência foi registrada no 53º DP e o acesso norte ficou fechado para embarque e desembarque até às 10h05, para a realização da perícia e posterior limpeza dos estilhaços de vidros e lâmpadas quebrados no local. A CPTM vai colaborar com as investigações do caso e disponibilizará as imagens da ocorrência à delegacia especializada que apura crimes cometidos por torcedores.”


Quer receber nossos textos assim que publicados? Acesse nosso grupo no Telegram (https://t.me/diariodacptm)

Nossas redes sociais
Facebook – http://www.facebook.com/oficialdiariodacptm
Twitter – http://www.twitter.com/DiariodaCPTM
Instagram –  https://www.instagram.com/diariodostrilhos/

Redes Sociais dos autores das matérias:
https://www.instagram.com/ricardobrmorato/
https://www.instagram.com/willianmoreira_fotojornalismo/

2 comentários »

  1. Eu estava simplesmente como passageira neste trem com mais duas amigas. Tinha uma bebê de colo de um casal. Alguns passageiros ficaram encurralados na estação. Liguei pra polícia e me disseram para ligar para 153. Ligamos para 153 e disseram para ligar para a polícia. Desrespeito total! Medo também. Como que a polícia não seguiu o bando de torcedores assim como vi antes do jogo no Terminal Barra Funda? Isso não pode acontecer mais.
    O maquinista de um trem sem operação no qual depois de uns 20 min de desespero, ficou em dúvida se nos tiraria dali para uma outra estação. Foi necessário exigirmos para que isso acontecesse. Meu Deus do céu!

    Curtir

Deixe uma resposta para Sidney Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.