Companhia têm até a tarde de hoje para apresentar proposta relacionada a PPR.

Publicado: 26/05/2021

Foto: Diário dos Trilhos

A decisão se haverá ou não greve nas sete linhas de trem operadas pela CPTM nesta quinta-feira, 27 de maio de 2021, sairá ainda hoje na quarta-feira, 26, quando uma nova reunião entre as partes deve definir o impasse quanto as reivindicações dos ferroviários.

Segundo comunicado em conjunto divulgado pelo Sindicato dos Ferroviários de São Paulo, Sindicato dos Engenheiros e Sindicato dos Ferroviários da Zona Sorocabana, depende da companhia aceitar a proposta de acordo proposto pelo Ministério Público para evitar a paralisação.

No começo do mês ao receber a proposta da justiça, a CPTM pediu quinze dias para analisar o que foi apresentado e aí sim se manifestar. Os sindicatos já haviam concordado com a proposta.

Os trabalhadores por meio dessas entidades sindicais protestam pelo atraso no pagamento da PPR (Programa de Participação nos Resultados) que não foi pago conforme data combinada e a companhia havia se manifestado em efetuar o pagamento do PPR de 2020 somente em 2022.

Caso a paralisação acontecer, as linhas 7-Rubi, 8-Diamante, 9-Esmeralda, 10-Turquesa, 11-Coral, 12-Safira e 13-Jade devem ser impactadas.

Veja abaixo a nota dos sindicatos na íntegra:

“O Sindicato dos Ferroviários da Zona Sorocabana, em conjunto com o Sindicato dos Ferroviários de São Paulo e Sindicato dos Engenheiros, que representam os ferroviários da CPTM, garantem a paralisação programada para o dia 27 de maio, caso a CPTM insista em não aceitar o acordo proposto pelo Ministério Público para o pagamento do PPR 2020.

A empresa não efetuou o pagamento da primeira parcela e agora tenta ganhar tempo para também não cumprir com a data da segunda parcela. O posicionamento da CPTM será apresentado em audiência no TRT amanhã (quarta-feira), dia 26 de maio. A empresa solicitou o prazo de 15 dias na audiência anterior pois, segundo informou, faltava apenas uma Secretaria de Governo para homologar o acordo.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Ferroviários da Sorocabana, José Claudinei Messias, caso a CPTM não aceite a proposta do TRT, a categoria anuncia que cumprirá com a greve já anunciada para quinta-feira, dia 27 de maio. O Governo do Estado tem de respeitar os ferroviários da CPTM, que por serem considerados linha de frente trabalharam e se dedicaram todos os dias, mesmo nos picos da Pandemia do Coronavírus. O dinheiro do PPR estava reservado e consta do orçamento da empresa e do Estado.”


Quer receber nossos textos assim que publicados? Acesse nosso grupo no Telegram (https://t.me/diariodacptm)

Nossas redes sociais
Facebook – http://www.facebook.com/oficialdiariodacptm
Twitter – http://www.twitter.com/DiariodaCPTM
Instagram – http://www.instagram.com/diariodacptm

3 comentários »

  1. Boa tarde meu povo brasileiro
    Agora lá tudo 2 milhões de pessoas vão e sem transporte público para ir trabalhar amanhã OK
    É só no nosso veio
    Fica aqui a minha indignação
    ASS Duzinho Rocha da zona leste

    Curtir

  2. Tem que parar mesmo porque o presidente do país não está nem aí com nada fica fazendo carreatas sem máscaras e fazendo aglomerações como se nada estivesse acontecendo eu super apoio e os comerciantes também teriam que aderir a paralisação até por que trabalho em comércio onde vem gente de tudo quanto for lugar eu apoio estão super certos vamos nos movimentar e prevalecer nossos direitos como cidadão.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.