Um grupo de “manifestantes” colocou fogo em veículos, apedrejou um trem e interrompeu a operação por mais de 4 horas.

Publicado: 04/01/2021

Carro foi colocado em cima dos trilhos. Foto: Reprodução Redes Sociais

O atendimento dos trens na Linha 7-Rubi da CPTM é normal na manhã desta segunda-feira 4 de janeiro de 2021, após protestos violentos perto da estação de Francisco Morato, que causaram a interrupção da circulação dos trens entre Baltazar Fidelis e Francisco Morato.

O Diário dos Trilhos fez um balanço preliminar dos danos causados pelos marginais que estavam protestando supostamente, pelo fechamento de uma travessia irregular na via.

Dados iniciais dão conta que dois carros de funcionários da companhia foram queimados nos trilhos, um trem da linha foi alvo de pedras e paus e está sem operar, além de possíveis danos nos trilhos onde o fogo foi colocado e seguranças terceirizados que teriam sido alvos de ataque por pedras durante a ação criminosa.

Veja abaixo imagens do ocorrido.

O motivo da raiva destes manifestantes foi o fato de em 28 de dezembro, a CPTM ter fechado uma travessia irregular pelos trilhos, o que trouxe maior velocidade dos trens no local e evitava acidentes como atropelamentos. Para este grupo, o local deve continuar aberto, já que eles deve dar uma volta maior para atravessar de lado, usando a passarela que liga os dois terminais de ônibus.

PONTOS IMPORTANTES SOBRE ESTE PROTESTO

Independente de quem estiver com a razão, é de se notar que houve alguns problemas no atendimento pela CPTM que não pode ser deixado de lado.

Primeiro que a interrupção da linha entre Baltazar Fidelis e Francisco Morato foi das 19h30 até pouco depois das 23h, e neste tempo a CPTM disse que acionou ônibus do PAESE, estes que nunca vieram, nunca apareceram e o passageiro como sempre fica sem informações corretas se sentindo enganado.

Os veículos destruídos no protesto eram de trabalhadores da empresa e estavam em local da companhia, ou seja, ela deve sim indenizar eles do seu patrimônio perdido, mas sabemos ser difícil isto acontecer.

Terceiro que a informação oficial do problema só foi publicada após cobrança de sites de transporte como nós.

E por fim, porque houve uma demora na ação contra os marginais? Porque o fogo queimou nos trilhos por pelo menos duas horas sem qualquer interrupção. Fogo este que pode ter danificado os trilhos que foram liberados sem qualquer análise preliminar no momento, se houve por exemplo, trincas, danos em dormentes ou derivados.

Veja abaixo um vídeo do começo do protesto.

A CPTM por meio de nota disse sobre a passagem de nível, que ela foi fechada para maior segurança de pedestres, funcionários e Passageiro da companhia.

“A passagem de nível foi desativada em 28/12 para oferecer mais segurança aos pedestres, passageiros e colaboradores da companhia. A travessia para o outro lado da via se dá pela passarela da Prefeitura, mais segura, que funciona 24 horas e é totalmente acessível – com elevadores e escadas rolantes.”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.