Em relação ao ano passado, região central concentra boa parte dos casos.

Publicado: 17/08/2020

Foto: Diário dos Trilhos

A Companhia de Engenharia de Tráfego de São Paulo divulgou um levantamento de ocorrências de furtos e vandalismo em semáforos da cidade entre os meses de janeiro a julho deste ano.

Nos primeiros sete meses foram registrados 2.433 ocorrências deste tipo, representando uma média de 12 por dia, que afetam o transito e a passagem de pedestres nestes locais. Para efeitos de comparação, no mesmo período de 2019 foram 1.303 ocorrências, número 87% menor.

Segundo a CET os danos causam prejuízos e colocam em risco as pessoas e condutores, e para minimizar os impactos destes crimes, tem colocado mais ao alto os controladores dos semáforos, que são o principal alvo das ações, bem como soldar as tampas onde ficam os cabos, algo que não produz muito efeito em regiões mais críticas a exemplo do centro da cidade.

Na região central muitos usuários de drogas tem furtados cabos de todos os tipos para vender e consumir entorpecentes na região da Cracolândia. Para ressaltar a grande incidência de furtos, as avenidas do Estado e Duque de Caxias estão entre as recordistas e por conseqüência, as vias mais prejudicadas.

Apenas entre às 7h de quinta-feira (13/8) e 7h de sexta-feira (14/8) mais 638 metros foram levados pelos marginais, nos cruzamentos abaixo.

– Av. Pires do Rio x Vd. Cassiano Gabus Mendes – furto de 50 m de cabos;
– R. Luis Mateus x R. Jardim Tamoio – furto de 70 m de cabos;
– Av. Luiz Gushiken x R. José Barros Magaldi – furto de 5 metros de cabos;
– Av. Cruzeiro do Sul x R. Porto Seguro – furto de 40 m de cabos;
– R. João Ramalho x R. Apiacás – furto de 60 m de cabos;
– R. Saturnino Pereira – furto de 60 m de cabos;
– Av. Braz Leme, 295 – furto de 18 m de cabos;
– Av. dos Metalúrgicos, 1155 – furto de 100 m de cabos;
– Av. Prof. João Batista Conti x Av. Nagib Farah Maluf – furto de 45 m de cabos;
– Av. Inajar de Souza x R Delfim Moreira x R Cap. José Machado – furto de 90 m de cabos;
– R. Norma Pieruccini, 854 (Próximo à R. James Holland) – furto de 100 m de cabos.

Em todo o ano de 2019, a CET registrou 1.969 ocorrências de furto e vandalismo de componentes semafóricos na cidade de São Paulo. Além dos equipamentos eletrônicos, foram furtados aproximadamente 176 quilômetros de cabos elétricos. Em 2018, foram 1.911 ocorrências de furto e vandalismo, durante os 12 meses do ano, totalizando 90 quilômetros de cabos elétricos além de componentes eletrônicos de energia e controle.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.