Publicado: 12/05/2020

Dados do primeiro dia de rodízio apontam um crescimento de passageiros nos trens e nos ônibus da capital.

Prefeito de São Paulo, Bruno Covas. Foto: Reprodução

Após o começo do rodízio mais rígido na cidade de São Paulo, dados divulgados apontam que na segunda-feira, 11 de maio, a demanda de passageiros no transporte público cresceu, especialmente nos trens da CPTM e Metrô.

Segundo o Prefeito Bruno Covas em entrevista ao Jornal SP1 no começo da tarde desta terça (12), o novo rodízio retirou um milhão e meio de carros das ruas, mas isto não foi suficiente para aumentar o índice de isolamento social na cidade.

Dados do Sistema de Monitoramento Inteligente (SIMI), mostram que a cidade de São Paulo saiu de 46% de isolamento no dia 8/5, para 49,3% nesta segunda (11). Já o Estado inteiro registrou 47,8%, abaixo do mínimo estimado pela gestão de Covas, de chegar a 55%.

Segundo o Prefeito, além da significativa redução de veículos, mais de 1,9 milhão de pessoas deixou de usar o carro, mostrando que o rodízio foi uma escolha correta.

“Tenho alguns dados que mostram o acerto deste rodízio que é exatamente para ampliar o isolamento social na cidade de São Paulo. Em numero de carros houve a diminuição de 1,5 milhão de veículos, o que significa 1,9 milhão de pessoas sem circular de carro e um aumento de 270 mil pessoas no transporte público municipal, nossos ônibus” disse Covas

Veja os dados divulgados:

* SPTrans – aumento de 6% na demanda, mais 270 mil passageiros;
* CPTM – aumento de 12% na demanda, mais 105 mil passageiros;
* Metrô – aumento de 10% na demanda, mais 100 mil passageiros.

Apesar de Bruno Covas se mostrar positivo com a restrição aos veículos, o Secretário de Transportes Metropolitanos, do Governo do Estado, Alexandre Baldy, em entrevista a Globo News, comentou ser cedo ainda para afirmar que o rodízio foi uma boa medida, precisando de mais dados e assim tirar uma conclusão.

“Ainda precisamos entender como  está o reflexo [do rodízio] nestes três primeiros dias para entender se este é o fluxo dado a implementação do rodízio ou se é o fluxo dado a novas atividades que possam estar em operação.”

“Precisamos agora observar os resultados do rodízio com os dados divulgados pela Prefeitura para entender a efetividade da medida.”
completou Baldy

No final da tarde desta terça, o Ministério Público negou um pedido na justiça do Vereador, Fernando Holiday para acabar com o rodízio mais rigoroso, e a medida se mantem nesta quarta-feira.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.