Publicado: 06/03/2020

Em ofício é pedido que seja colocada a frota máxima de ônibus e trens da CPTM e Metrô em operação ao menos no horário de pico.

Foto: Diário dos Trilhos

O Ministério Público do Trabalho (MPT-SP) por meio do procurador-chefe João Eduardo Amorim, enviou para a Prefeitura da cidade de São Paulo e ao Governo do Estado de São Paulo, um ofício na última sexta-feira dia 03, para que a frota de ônibus e trens do Metrô e CPTM seja colocada em sua totalidade para a disposição dos passageiros.

A medida seria para evitar a aglomeração de pessoas, em especial nos horário de grande movimento, prevenindo a transmissão do Coronavírus.

No documento enviado aos secretários Édson Caram e Alexandre Baldy, é pedido que imediatamente seja colocada ao menos no horário de pico da manhã (das 06h às 09h) e a tarde (das 17h às 20h), frota máxima em operação. Isto garantiria segurança para uso do transporte a quem precisa frequentar hospitais, postos de saúde, supermercados, entre outros locais.

Atualmente a SPTrans tem 47% da frota em circulação e a CPTM e Metrô contam com 65% e em resposta a Rádio Jovem Pan, tanto a prefeitura como o governo alegaram monitorar constantemente a circulação nas linhas, realizando ajustes se necessários.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.