Prometido para ontem, a empresa não se manifestou divulgando o laudo sobre os problemas do monotrilho.

Foto: Diário da CPTM

A fabricante dos trens do monotrilho da Linha 15-Prata a Bombardier, não cumpriu a promessa realizada para ontem dia 11/3, apresentar um laudo que apontaria os motivos que causaram o estouro de um pneu, que provocou a paralisação de toda a linha, que já dura 13 dias e continua sem data para terminar.

Tal documento deveria não só apontar os problemas, mas mostrar um caminho a ser seguido para solucionar e colocar os trens de volta a operação. Por enquanto os testes continuam, inclusive com trens circulando cheios de sacos de areia para simular o peso do trem cheio de passageiros.

Ontem o Ministério Publico de São Paulo (MPSP) atendendo um pedido de dois deputados, iniciou uma investigação no modal, em cima da série de problemas encontrados.

Procurada pelo Diário, a Bombardier até o fechamento dessa matéria não se manifestou sobre os questionamentos realizados.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.