As empresas substituem as anteriores na prestação de serviços de segurança patrimonial terceirizada, entretanto linhas 7-Rubi e 10-Turquesa seguem no impasse.

Foto: Diário dos Trilhos

Desde o dia 1º de fevereiro em cinco das sete linhas da CPTM, as novas empresas de segurança terceirizada que foram contratadas via concurso público, começaram seus trabalhos. A única exceção são as linhas 7-Rubi e 10-Turquesa que será necessário nova licitação.

Nas linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda a responsável é a empresa Albatroz Segurança, na Linha 11-Coral a empresa Comando G8 e nas linhas 12-Safira e 13-Jade a empresa Presseg. O contrato é de 30 meses para cada empresa nestas linhas, mas na Linha 7-Rubi e 10-Turquesa que tem como prestador de serviços atualmente a GOCIL que ainda atua devido atrasos na licitação.

Nesta terça-feira dia 04/2, a CPTM divulgou via Diário Oficial que a licitação para estas duas linhas foi retomada, afim de definir a empresa responsável pelo serviço.

Vale lembrar que os vigilantes terceirizados vem sofrido casos de violência e agressões, além de serem delegados a executar funções que não deveriam ser deles, como coibir comércio ambulante.

Recentemente a Policia Militar começou a atuar em trens e estações, via contrato de DEJEM entre a PM e a CPTM.

1 comentário »

  1. Pena que os vigilantes só trocaram de uniforme, né CPTM? TINHA Que dar oportunidade pra gente nova! Tem muito vigilante velho que traba lho em dois serviços e querem suas contas tbm.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.