O grupo chinês “PowerChina” ficará responsável por levar o Metrô do bairro da Vila Prudente, até a Penha.

Terreno onde ficará a futura estação Oratório da Linha 2-Verde. Foto: Diário dos Trilhos

O Governo do Estado de São Paulo e o Grupo PowerChina assinaram nesta quarta-feira (11) um acordo para que os orientais assumam as obras de expansão da Linha 2-Verde, substituindo a empresa Mendes Junior que entrou em crise após envolvimento na Operação Lava Jato. O grupo deve assumir a obra no primeiro semestre de 2020, dando continuidade aos trabalhos.

Dessa forma o trecho entre Vila Prudente e Penha deve continuar. Os terrenos onde serão feitas as escavações e estações já estão desapropriados e resta apenas concluir os projetos de execução para iniciar os trabalhos que totalizam desde 2014 um investimento de mais de 1,4 bilhão de reais.

Com mais oito estações até a Penha, este será o primeiro trecho de dois da expansão que deverá levar a linha até a cidade de Guarulhos. Na Penha haverá a integração com os trens da Linha 3-Vermelha e Linha 11-Coral e a expectativa é de entregar as obras em 2025. Já o trecho da Penha até a Dutra, ainda não há data prevista e somente 20% dos terrenos necessários foram desapropriados.

Segundo o Governador João Dória, este é um dos frutos colhidos da chamada Missão China realizada em agosto quando uma comitiva foi ao país tentar buscar investidores para várias obras, inclusive no Metrô de São Paulo.

1 comentário »

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.