Previsto para começar na próxima semana, a implementação do serviço não contém integração com outros meios de transporte.

Foto: Adamo Bazani/Diário do Transporte

A Câmara Municipal da cidade de Osasco aprovou na última semana, a criação do bilhete único na cidade. O projeto que já está para ser sancionado pelo Prefeito Rogério Lins pode colocar em funcionamento o novo serviço já na próxima semana, dia 8 de dezembro.

Uma das críticas ao projeto, é que ele não inclui integrações com ônibus da EMTU e trens da CPTM, os dois principais meios que a população usa para se deslocar para as cidades no entorno.

Para a Vereadora do PDT, Doutora Régia, tal projeto vai contra o Plano Plurianual da cidade (2018 até 2021) e beneficia somente as empresas de ônibus (Viação Osasco e Urubupunga) que vão receber subsidio de R$ 10 milhões por ano, o que na visão da parlamentar, não trás benefícios diretos a população. Além da Doutora Régia, os outros vereadores que votaram contra o projeto de lei, criticam a rapidez com que o tema foi tratado, impedindo uma análise mais aprofundada do tema e consulta da opinião dos moradores da cidade.

Por fim o projeto vai buscar ampliar os pontos de recarga na cidade, não sendo somente terminais de ônibus, mas também bancas de jornais, farmácias e supermercados.

Com informações do Jornal Folha de SP.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.