As duas vítimas precisaram ser hospitalizadas em decorrência dos ferimentos e uma está em estado gravíssimo. A CPTM não se manifestou publicamente sobre o ocorrido.

Dois seguranças patrimoniais da empresa contratada pela CPTM foram agredidos por um grupo de vendedores ambulantes na estação de Botujuru da Linha 7-Rubi, na tarde desta segunda (05). Segundo informações, o grupo formado por 5 pessoas teria entrado na estação sem pagar, acessando pela via em um local já conhecido da companhia, e após o impedimento do embarque deles realizado pela dupla, o grupo usou paus e pedras da via para agredir os dois.

A Polícia Militar foi acionada, porém os agressores fugiram e até o momento não foram identificados. O estado de saúde da dupla não foi divulgado pela companhia, mas um dos vigilantes está internado no hospital em estado grave, resultado de uma forte pedrada na cabeça e o outro em recuperação.

Um boletim de ocorrência foi registrado na delegacia e Campo Limpo Paulista e o caso está sendo investigado. Este é mais um atrito registrado entre seguranças e vendedores na CPTM, o que evidencia a ausência de medidas pela companhia para dar maior segurança aos passageiros e respaldo aos próprios vigilantes. Atualmente os terceirizados não recebem um salário bom, são pressionados por resultados e em qualquer situação ou são transferidos ou punidos sem uma ação interna adequada, conforme apurado pelo Diário.

Atualmente a CPTM prepara um processo de licitação para ampliar o numero de vigilantes, porém os PFs (Policiais Ferroviários) a companhia não pretende em curto prazo, aumentar o número de funcionários deste quadro.

Em nota a CPTM “repudia a atitude dos vendedores ilegais e a violência. A Companhia reforça que o decreto que criou o sistema ferroviário proíbe o comércio ambulante nos trens e estações e que não se intimidará com ameaças e ações de violência e continuará combatendo o comércio ambulante no sistema.”

4 comentários »

  1. Já trabalhei na estação de Francisco Morato lá tem um PF chamado Cláudio e na Gocil tem um Vigilante porém a dedo de um Funcionário da CPTM no qual e chamado Paulo Caetano facilita cargo a pessoas despreparadas e ambos Cláudio ASO Francisco Morato e Supervisor Vagner que de supervisor não entende nada só sabe dormir na estação da Vila Aurora só por Deus Guardem tudo que e prova Vigilantes acionem a justiça ….eu trabalhei aí e pegou fogo no trilho em Botujuru ao invés de acionarem os Bombeiros pediram para eu ir apagar o fogo com água ASO Carla de Francisco Morato estou indignado

    Curtir

  2. Isso a imprensa não mostra. Abafa, porque quem trabalha honestamente é visto como errado e inimigo da população.
    E a população? Ah!!! A população é defensora dos bandidos, dos contraventores, dos marginais, e os adjetiva como “coitados”, “pobrezinhos”…

    O senhor que estava ali fazendo seu trabalho honesto, está entre a vida e a morte no hospital.

    Por mais que saibamos da situação do país, o de o desemprego é grande, muitos pais de família acabam aderindo ao comércio irregular nos trens. Porém, marginais escondidos atrás da pele de marreteiros, não querem pagar passagem, fazendo evasão de renda, e por serem impedidos, agem dessa forma.

    Agora eu pergunto: o que dizem os defensores dessa raça que não tem dó de ninguém!?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.