Promotoria do MP enviou uma ação civil a justiça pedindo a devolução da operação da Linha 5-Lilás ao Metrô e afastamento do Secretário de Transportes, Alexandre Baldy.

As informações foram trazidas pelos repórteres Bruno Ribeiro e Fábio Leite, de O Estado de São Paulo, e confirmadas pelo Diário do Transporte e pelo Diário nos Trilhos.

O Ministério Público do Estado de São Paulo (MPSP) entrou com um pedido na justiça para que a Linha 5-Lilás operada atualmente pela concessionária Via Mobilidade do Grupo CCR, tenha sua operação devolvida ao Metrô de São Paulo e o afastamento do Secretário de Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy de suas funções por improbidade administrativa.

Imagem do processo menconado. Foto: Reprodução site do MPSP

No entendimento do promotor, Marcelo Milani, o Grupo CCR não poderia gerir a operação, uma vez que dentre as empresas acionistas do grupo, estão presentes a Andrade Gutierrez e Ruas Invest, que não poderiam manter contratos com o poder público. No caso do secretário, o pedido de afastamento do cargo seria por ele ter conhecimento das irregularidades, mas não atuou para suspender o contrato de concessão.

A Secretaria de Transportes Metropolitanos (STM) classificou como “excesso de conduta e descabida” a ação da promotoria. Já a Via Mobilidade, afirmou que cumpriu todas as exigências da licitação e que está à disposição das autoridades.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.