Imagem do cachorro já na clinica recebendo atendimento após horas de espera. Foto: Facebook Dani Ela

Cãozinho ficou sofrendo por um bom tempo esperando ser atendido e seguranças da CPTM não permitiam o acesso ao local. Isto mudou após a pressão de ativistas e pessoas que se sensibilizaram com o fato.

Por Willian Moreira

Um caso ganhou muita repercussão nas redes sociais, de um cachorro que foi atingido por um trem na estação Grajaú na Linha 9-Esmeralda da CPTM por volta das 14 horas desta quarta (17). O Diário recebeu muitas mensagens durante a tarde e cobramos da CPTM uma ação sobre e o desenrolar do caso, mostrou que a informação da companhia não batia com o relatado por dezenas de pessoas.
No acidente, o cãozinho teve as patas traseiras dilaceradas e ficou ao lado da via sofrendo de dor. Pessoas que presenciaram o ocorrido, pediram para ajudar e cobraram dos seguranças da estação uma ação, mas nada era feito. Por volta das 16h em nossa página no Facebook (Diário da CPTM), começaram a chegar muitas mensagens comentando a situação. De imediato enviamos uma mensagem a CPTM cobrando uma atuação no caso e nos foi informado que o cachorro estaria agressivo e por isto os bombeiros e Zoonoses haviam sido chamados.

Tuite da CPTM respondendo sobre a falta de atendimento.

Após quase 4 horas de sofrimento, os bombeiros chegaram para o atendimento e segundo a ativista da causa animal Luisa Mel, após a insistência dela para o atendimento. O Zoonoses que segundo a CPTM foi chamado, nem ao local compareceu. A ONG Suplica Animal ficou responsável pelo animal e o levou para a Universidade Santo Amaro (UNISA) que possui um hospital veterinário que faz atendimentos diários a preços populares. O cão passou por exames e uma cirurgia na sequência para amputar as patas machucadas. O estado dele é estável, apesar de todo o sofrimento que passou.

Bombeiros realizam o resgate do cachorro que estava na via. Créditos: Luisa Mel

O Deputado Estadual e defensor dos animais, Delegado Bruno Lima, publicou em sua conta no Instagram sobre o caso, indignado com a postura tomada pelos seguranças da estação Grajaú, já que além do descaso, eles impediram ONG e pessoas de ajudar, apesar a CPTM negar isto. O parlamentar já fez uma representação contra os funcionários por caçoar da dor do animal e da preocupação das pessoas presentes.

Foto: Reprodução Instagram

A companhia se pronunciou

A CPTM se manifestou por meio de nota e é quando fica evidente que alguma informação está errada. Na nota o horário do atropelamento é quase uma hora depois do que foi relatado por algumas pessoas. Também cita que pelo animal estar agressivo e o risco de ser atacados, os seguranças impediram os passageiros de chegar perto. Mas tomando como base relatos de testemunhas e fotos do cachorro, ele não oferecia nenhum perigo, inclusive os bombeiros não tiveram problemas em socorrer ele, como notado no vídeo acima. Este não é o primeiro e infelizmente não será o ultimo caso de cão na via, mas a companhia pode após este episódio, orientar melhor seus funcionários. No documento Cia não informou se vai reorientar seus funcionários e ou tomar medidas administrativas.

Confira abaixo a nota na integra enviada pela CPTM:

“Por volta de 14h40 desta quarta-feira (17), um cachorro de grande porte foi atingido por uma composição próximo à estação Grajaú, da linha 9-Esmeralda.
Atendendo aos procedimentos de segurança, já que o animal estava agressivo, o Centro de Controle de Zoonoses foi acionado às 15h00, quando foi pedido um prazo de 24 horas para a retirada do cachorro. Por conta do risco de ataque, os funcionários no local orientaram os passageiros a não se aproximarem.
O cachorro foi resgatado por volta de 17h40 pela ONG Súplica Animal, que o levou para o hospital veterinário da Universidade de Santo Amaro (UNISA), localizado no Jardim das Imbuias, próximo à estação da CPTM.”

1 comentário »

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.